Inicial2019-06-23T12:48:11+00:00

ACABOU A ÁGUA?

Imagine a situação. Depois de um dia quente com muito trabalho, você chega em casa com muito suor e cansaço acumulados. Só quer tomar um banho e descansar. Ao abrir o chuveiro, surpresa: nem uma gota! Nada. E agora?

O esforço da Deso é para que isso nunca aconteça. Mas infelizmente, a estiagem tem castigado o Nordeste. E em Sergipe, não é diferente. Mesmo com o trabalho intenso monitorando redes, perfurando poços e buscando outras soluções para não interromper o consumo, a situação é grave devido à falta de chuvas.

POR QUE ISSO ACONTECE?

Como sabemos, a água cai do céu sim, mas é um recurso limitado. Quando a estiagem se prolonga, os reservatórios vão baixando rapidamente, pois o consumo de água nas cidades e na zona rural é constante. E no verão, com o aumento do calor, esse consumo é ainda maior. É isso que vem acontecendo. Consumo alto, pouca chuva. Por isso, é preciso que todo mundo entenda a importância de racionalizar o consumo da água, ou seja, usar com eficiência, sem desperdício. Precisamos mudar o jeito de consumir água.

E isso tem que ser feito hoje. A água limpa que se perde pelo ralo não volta. É essa água que está fazendo falta pra muita gente. Gente que não pode tomar um banho de chuveiro ao fim de um dia de trabalho puxado.

MAS O QUE A DESO VEM FAZENDO PARA MINIMIZAR A FALTA DE ÁGUA?

A Deso está sempre atenta para minimizar os efeitos da falta de água em todo o estado. Sua atuação principal é desenvolver estratégias para levar água a todas as regiões. Para isso, há um trabalho constante de monitorar a rede e perfurar poços.

Na crise hídrica que assola Sergipe, foram investidos mais de R$ 7 milhões para complementar o consumo da região de Tobias Barreto, onde a falta de chuva fora do normal vem comprometendo o abastecimento.

Para Lagarto, Simão Dias, Riachão, está havendo perfuração de poços na região de Salgado e finalização de reforço da adutora do Rio Piauitinga. Na região centro-sul, também estão sendo perfurados novos poços para complementar a perda em Pedrinhas. Na região de Moita Bonita e Ribeirópolis, foi construído um sistema de poços profundos para serem implantados numa eventual redução de vazão para o próximo verão.

Além disso, foi necessário realizar a distribuição controlada em cidades onde a vazão está menor. Por isso, os rodízios, tão difíceis para a população, são necessários quando a escassez de água fica mais séria. O Governo do Estado de Sergipe, por meio da Deso, está sempre monitorando a situação e buscando minimizar os impactos que a falta de chuva vem causando. Exemplo disso também é quando leva os carros-pipa para as comunidades onde o abastecimento está comprometido. Não é o ideal, mas ajuda a população atingida a ter água para o consumo.

E COMO A GENTE PODE MUDAR ESSA SITUAÇÃO?

Não tem receita mágica. Como a gente não tem o contato de São Pedro para pedir para ele mandar mais chuva para Sergipe, é indispensável mudar a forma como a gente utiliza a água.

Muitas vezes, a gente acaba esbanjando, desperdiçando. Isso acontece com muita frequência principalmente para quem vive em regiões onde a água sempre foi abundante. Um exemplo é deixar a torneira jorrando enquanto ensaboamos as mãos ou a louça. Uma prática comum, mas que hoje é um absurdo. Não pode mais continuar se repetindo enquanto falta água em tantos lugares. O consumo consciente é fundamental. É isso que vai definir se a gente vai ter água no futuro. Depois não adianta chorar a água desperdiçada.

SERÁ QUE EU ESTOU DESPERDIÇANDO ÁGUA?

Fique atento a suas atitudes e veja como desperdiçamos muita água todos os dias.

• Um banho de 15 minutos gasta 250 litros. Se fecharmos o chuveiro enquanto nos ensaboamos, gastamos apenas 35 litros.
•  Ao escovar os dentes com a torneira aberta durante 5 minutos, gastamos 80 litros de água. Com a torneira fechada, apenas 1 litro. Esse número pode diminuir ainda mais se você fizer o enxágue utilizando um copo.
•  Regar o jardim com mangueira por 10 minutos desperdiça 186 litros. Usando o regador, você gasta 20 litros.
•  Uma torneira gotejando gasta até 546 litros por dia, ou seja, 16.380 litros de água por mês.
• Lavar o carro com mangueira joga fora 516 litros de água. Usar um balde na limpeza diminui bastante o consumo e o carro ficará limpo do mesmo jeito.
•  Ao lavar a louça com torneira aberta durante 15 minutos, há uma perda de 243 litros. Se você fechar a torneira enquanto passa sabão e abrir apenas no enxágue, gasta cerca de 42 litros.

Ficou impressionado com a quantidade de água que gastamos? Então veja esses números:
• A maior parte da água de fácil acesso no Brasil (80%) se encontra na região Amazônica, onde vivem apenas 5% dos brasileiros.
• 97,5% do total de água do planeta é salgada. Dos 3,5% restantes, 70% é água congelada nos polos e nas geleiras, 30% está debaixo da superfície da Terra e apenas 0,3% é água potável disponível nos lagos e rios.
• Até 2025, quase 2 bilhões de pessoas estarão vivendo em países ou regiões com absoluta escassez de água. • 40% da população mundial sofre com a falta de água
severa.

Precisamos mudar de atitude hoje. Não amanhã ou semana que vem. Hoje. Agora. O planeta implora. Milhares de pessoas em Sergipe passam por situações de emergência. Por isso, mude. Feche a torneira. Conserte os vazamentos. Mobilize outras pessoas. Lembre que a água que escoa pelo ralo está perdida e vai fazer falta. Não é um problema dos outros. É meu, é seu, é de todo mundo. Pode faltar água no seu banheiro sim. Na sua vida. Não desperdice. Entre nessa campanha.

NÃO DÁ PRA VOLTAR O QUE JÁ DESPERDICEI. ENTÃO, COMO EU POSSO ECONOMIZAR A PARTIR DE AGORA?

NO BANHEIRO

Em geral, o banheiro é responsável por 70% do consumo de água. Por isso, seja mais eficiente.

Na hora do banho, é preciso ser mais rápido. Para passar xampu e sabonete, deixe sempre o chuveiro fechado.

Utilizando a pia, feche sempre a torneira enquanto escova os dentes, esfrega as mãos, esfrega o rosto, faz a barba.

Abra a torneira apenas na hora de enxaguar.

Ao utilizar a descarga, aperte por apenas 3 segundos.

NA COZINHA

Antes de lavar a louça, retire todos os restos de comida e jogue no lixo. Para lavar a louça, não deixe a torneira aberta o tempo todo. Primeiro, passe sabão em tudo. Só então abra a torneira e enxágue.

NAS ÁREAS EXTERNAS
LAVANDO ROUPA

No tanque, deixe as roupas de molho antes de começar a lavar.

Quando for utilizar a máquina de lavar, espere ter roupa suja suficiente para completar a carga máxima. Além disso, reutilize a água do enxágue para outros usos, como lavar o quintal ou substituir a descarga.

LIMPEZA GERAL

Não use mangueira para limpar o quintal, o jardim e a calçada. Utilize vassoura ou balde com a água que foi usada para lavar roupas.

Para regar plantas, utilize regadores.

Para lavar o carro, a moto ou a bicicleta, prefira usar um balde e não mangueira.

COMO EU POSSO PARTICIPAR DA CAMPANHA?

Mude sua atitude agora.
Esse é o primeiro passo.

Mostre que você também combate o desperdício na sua casa. Participe nas redes sociais:
#sergipeeconomizaagua